Documentos:
» Pesquisar
Date Picker
» Notícias
Mensagem do Pároco para o XXXI Domingo do Tempo Comum - Ano A
2017-11-04 11:51:00

A Liturgia de hoje convida-nos a pensar muito bem sobre a seriedade, a verdade e a coerência do nosso compromisso com Deus e com o Reino.

Na primeira leitura Malaquias questiona os mensageiros de Deus - os sacerdotes- que não só se desviaram do caminho da Lei e dos mandamentos, como também fizeram o Povo vacilar, ensinando a Lei de forma deturpada. Em vez de orientar o Povo nos caminhos da Aliança, desviam-no para longe de Deus… Mais ainda, não consideram todos iguais e fazem acepção de pessoas. Deus não pode pactuar com estas atitudes e comportamentos, portanto, vai desautorizar e desqualificar estes sacerdotes indignos, tornando-os desprezíveis aos olhos de todo o Povo. Todos verão que eles já não têm a confiança de Deus e que lhes foi retirada a autoridade para serem testemunhas de Deus.

Na segunda leitura São Paulo recorda-nos a sua própria entrega, juntamente com Silvano e Timóteo, em favor do Evangelho. E alerta-nos que os anunciadores do Evangelho não podem ser simples funcionários, frios e distantes, que cumprem pontual e burocraticamente a tarefa que lhes foi confiada; mas que têm de ser como uma mãe cheia de amor, que ama com ternura os seus filhos, que partilha tudo com eles, que se sacrifica alegremente por eles e que entrega totalmente a sua própria vida para que os filhos tenham mais vida. O anúncio do Evangelho tem de ser, antes de mais, um serviço de amor.

No evangelho de hoje Jesus desmascara a figura oca dos escribas e fariseus, a sua busca de notoriedade e de aplausos, apresentando-os como uma espécie de caricatura do seu verdadeiro discípulo, que deve ser humilde, serviçal, filho de Deus e irmão numa família de irmãos. Salta à vista que o discípulo de Jesus deve proceder com simplicidade e verdade, sem protagonismo, ostentação ou ambição, e que, por de trás de nós, de tudo o que fazemos ou dizemos, se deve ver sempre o Senhor Jesus, de quem devemos ser pura transparência.

Se assim fosse, e assim deve ser, como seria belo e bem diferente este nosso mundo!

TODAS AS NOTÍCIAS
Mensagem do Pároco para o XXIV Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-09-15 14:44:00
Mensagem do Pároco para o XXIII Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-09-08 10:00:00
Mensagem do Pároco para o XXII Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-08-31 15:28:00
Mensagem do Pároco para o XXI Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-08-24 15:55:00
Mensagem do Pároco para o XX Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-08-18 18:23:00
Mensagem do Pároco para o XIX Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-08-11 16:34:00
Mensagem do Pároco para o XVIII Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-08-04 19:01:00
Mensagem do Pároco para o XVII Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-07-28 20:37:00
Mensagem para o XVI Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-07-21 13:51:00
Mensagem do Pároco para o XV Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-07-15 09:53:00
Mensagem do Pároco para ...
2018-09-15 14:44:00 “E vós, quem dizeis que Eu sou?” - é esta a pergunta que Jesus dirige continuamente a cada um de nós. Ele recorda-nos que todo aquele que O reconhece como o “Messias” deve renunciar a si mesmo, tomar a sua cruz e segui-l’O. Isto significa que o cristão deve fazer da sua vida uma vida de entrega constante a Deus e aos outros.
Mensagem do Pároco para ...
2018-09-08 10:00:00 Neste domingo contemplamos, na Liturgia da Palavra, no gesto de amor por parte de Jesus para com um homem surdo. Através deste gesto, Jesus demonstra-nos que Deus, cheio de amor, não abandona os Homens à sua sorte nem os deixa adormecer em esquemas de comodismo e de instalação, mas, a cada instante, vem ao seu encontro e desafia-os a ir mais além.
Mensagem do Pároco para ...
2018-08-31 15:28:00 A verdadeira religião apresentada por Jesus é a que se constrói na base do amor autêntico, esse amor que cresce no nosso coração, desta forma a verdadeira preocupação do crente deve ser moldar o seu coração, a fim de que os seus sentimentos, os seus desejos, os seus pensamentos, os seus projetos, as suas decisões se concretizem, no dia a dia, na escuta atenta dos desafios de Deus e no amor aos irmãos.
Tempo Viana do Castelo