Documentos:
» Pesquisar
Date Picker
» Notícias
Cristo ressuscitou! Aleluia! Aleluia!
2018-03-31 22:00:00

Anuncio-vos uma grande alegria: Cristo ressuscitou! Aleluia! Aleluia!

A liturgia deste Domingo celebra a ressurreição de Jesus e convida-nos a “beijar” Jesus ressuscitado, deixando-o entrar no nosso coração e a permanecer na nossa vida. 

Na primeira leitura, Pedro, primeiramente começa por anunciar Jesus como “o ungido”, que tem o poder de Deus e passou fazendo o bem, curando todos os que eram oprimidos. Em seguida Pedro dá testemunho da morte de Jesus na cruz e da Sua ressurreição, e por último, tira as conclusões acerca da dimensão salvífica de tudo isto, dizendo-nos que quem acredita n’Ele, recebe, pelo seu nome, a remissão dos pecados. Assim a ressurreição de Jesus é a consequência de uma vida gasta a fazer o bem.

Na segunda leitura, Paulo relembra-nos que o Batismo introduz-nos numa dinâmica de comunhão com Cristo ressuscitado. A partir do Batismo, Cristo passa a ser o centro e a referência fundamental à volta da qual se constrói toda a vida do crente. Ao ser batizado, o cristão morreu para o pecado e renasceu para uma vida nova, essa vida nova terá a sua manifestação gloriosa quando o discípulo de Jesus ultrapassar, pela morte, as fronteiras da vida terrena.

No Evangelho encontramo-nos diante do mistério da morte e ressurreição de Jesus. Face a esse mistério, o evangelista retrata-nos a atitude de dois discípulos de Jesus, Pedro e o discípulo predileto. Pedro representa um discípulo que continua a ter dificuldades em perceber Jesus e os seus valores, um discípulo muito enraizado na lógica humana. Em contraposição o discípulo predileto encarna a imagem do “modelo” de discípulo, que está em sintonia total com Jesus, que percebe e aceita os valores de Jesus, que está disposto a embarcar com Jesus na lógica do amor e do dom da vida, que corre ao encontro de Jesus com um total empenho, que compreende os sinais da ressurreição e que descobre, porque o amor leva à descoberta, que Jesus está vivo.

Deixemo-nos pois, tocar por Jesus ressuscitado e tornemo-nos no nosso mundo Homens de portadores de alegria, esperança e amor. 

 

TODAS AS NOTÍCIAS
Mensagem do Pároco para o I Domingo da Quaresma
Data de publicação:
2018-02-17 15:27:00
Mensagem do Pároco para o VI Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-02-10 14:51:00
Mensagem do Pároco para o V Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-02-02 23:00:00
Mensagem do Pároco para o IV Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-01-26 19:30:00
Mensagem do Pároco para o III Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-01-20 13:20:00
Mensagem do Pároco para o II Domingo do Tempo Comum
Data de publicação:
2018-01-13 11:50:00
Mensagem do Pároco para a Solenidade da Epifania do Senhor
Data de publicação:
2018-01-06 15:18:00
Mensagem do Pároco para a Festa da Sagrada Família de Jesus, Maria e José
Data de publicação:
2017-12-29 22:38:00
VIVÊNCIA PARA O IV DOMINGO DO ADVENTO
Data de publicação:
2017-12-22 17:04:00
Mensagem do Pároco para o IV Domingo do Advento
Data de publicação:
2017-12-22 17:00:00
Mensagem do Pároco para ...
2018-09-15 14:44:00 “E vós, quem dizeis que Eu sou?” - é esta a pergunta que Jesus dirige continuamente a cada um de nós. Ele recorda-nos que todo aquele que O reconhece como o “Messias” deve renunciar a si mesmo, tomar a sua cruz e segui-l’O. Isto significa que o cristão deve fazer da sua vida uma vida de entrega constante a Deus e aos outros.
Mensagem do Pároco para ...
2018-09-08 10:00:00 Neste domingo contemplamos, na Liturgia da Palavra, no gesto de amor por parte de Jesus para com um homem surdo. Através deste gesto, Jesus demonstra-nos que Deus, cheio de amor, não abandona os Homens à sua sorte nem os deixa adormecer em esquemas de comodismo e de instalação, mas, a cada instante, vem ao seu encontro e desafia-os a ir mais além.
Mensagem do Pároco para ...
2018-08-31 15:28:00 A verdadeira religião apresentada por Jesus é a que se constrói na base do amor autêntico, esse amor que cresce no nosso coração, desta forma a verdadeira preocupação do crente deve ser moldar o seu coração, a fim de que os seus sentimentos, os seus desejos, os seus pensamentos, os seus projetos, as suas decisões se concretizem, no dia a dia, na escuta atenta dos desafios de Deus e no amor aos irmãos.
Tempo Viana do Castelo