SÍMBOLOS HERÁLDICOS

A criação dos símbolos heráldicos, têm por objectivo proporcionar uma melhor identificação dos organismos, instituições, assim como de pessoas ou famílias. Ou seja, através da colocação de peças e cores na confecção dos símbolos, procura-se reproduzir uma espécie de identidade ou marca dos seus usuários.

Assim, também, a heráldica da Paróquia de Caminha – Matriz, foi constituída por iniciativa do Dr. Manuel Almeida e Sousa, Pároco desta paróquia., que solicitou a Carlos A. Mouteira Fernandes, um estudo e a consequente elaboração dos desenhos para essa mais fácil identificação.

Tem-se, então, a heráldica da Paroquia de Caminha – Matriz, que aqui se apresenta e explica.

Brasão: escudo de azul, rosácea de prata, aberta e iluminada das suas cores, envolta por cinco rosas heráldicas de prata, folhadas e botoadas de ouro e, em chefe, por um sol de prata, radiante de ouro, carregado pelas cinco chagas de Cristo.

Coroa de prata, encimada por cruz trevolada, do mesmo, aberta, iluminada de ouro e carregada de safiras azuis.

Listel de prata, ladeado por duas palmas de verde, postas em pala, a acompanhar as laterais do escudo, com os dizeres a negro:”Paroquia de Caminha – Matriz”.

Bandeira: amarela. Cordão e borlas de ouro e azul. Haste e lança de ouro

Selo: circular, tendo ao centro as peça das armas da paróquia, com os dizeres:” PARÓQUIA DE CAMINHA – MATRIZ – CAMINHA ”

 

SIMBOLOGIA

 

 

A cor azul do escudo, tem a finalidade de lembrar o amor celestial.

 

A rosácea de prata, aberta e iluminada das suas cores, ou seja de granito e composta de vitrais multicoloridos, é uma referência à Igreja Matriz, que como se sabe, é a Igreja Paroquial de Caminha – Matriz e um dos mais importantes monumentos de Caminha e do País.

As cinco rosas heráldicas de prata, folhadas e botoadas de ouro, ou seja, rosas brancas com folhas e botões amarelos, que envolvem a rosácea, são alusivas às festas religiosas proporcionadas pela paróquia, mais especificamente, festa de Santa Rita de Cássia, festa da Senhora da Agonia, festa do Senhor Bom Jesus dos Mareantes, festa dos Santos Populares e festas Pascais.

O sol de prata, radiante de ouro, carregado pelas cinco chagas de Cristo, colocado em chefe, ou no topo do escudo, tem por função lembrar a festa do Corpo de Deus, lembrar que Nosso Senhor Jesus Cristo é a Luz, é o nosso Sol, a irradiar amor, e as suas chagas, são a marca do sofrimento que teve e tem, por todos nós.

A coroa de prata, encimada por cruz trevolada, do mesmo, aberta, iluminada de ouro e carregada de safiras azuis, é a reprodução da coroa de Nossa Senhora da Assunção ou Santa Maria dos Anjos, Padroeira de Caminha.

As duas palmas de verde, postas em pala, a acompanhar as laterais do escudo, simbolizam o martírio do Salvador, e perdoem-nos a redundância, estão a nos recordar o Senhor da Cana Verde, ou o Senhor Bom Jesus dos Mareantes, que em forma de sentinela, lado a lado do escudo, protege e sustenta todo esse conjunto ou seja todos os paroquianos caminhenses.

A bandeira amarela propõe recordar a fortuna de ser-se cristão e numa associação com o azul do escudo lembra-nos as cores do Vaticano.

.

258 921 413
paroquia.caminha@sapo.pt
 
Últimas Notícias
Calendário
Jan0 Posts
Fev0 Posts
Mar0 Posts
Abr0 Posts
Mai0 Posts
Jul0 Posts
Set0 Posts
Out0 Posts
Nov0 Posts
Dez0 Posts
Jan0 Posts
Fev0 Posts
Mar0 Posts
Abr0 Posts
Mai0 Posts
Jun0 Posts
Jul0 Posts
Set0 Posts
Out0 Posts
Nov0 Posts
Dez0 Posts

facebook