Mensagem do Pároco para o XVIII Domingo do Tempo Comum

A liturgia deste Domingo ajuda-nos a meditar acerca da atitude que assumimos face aos bens deste mundo.

Na primeira leitura, encontramos a reflexão do “qohélet” e descobrimos incapacidade de o Homem, por si só, encontrar uma saída, um sentido para a sua vida. O leitor leva-nos a reconhecer a nossa impotência, o sem sentido de uma vida voltada apenas para o humano e para o material.

Só em Deus e com Deus seremos capazes de encontrar o sentido da vida e preencher a nossa existência.

Na segunda leitura, São Paulo recorda-nos o nosso “ADN” Cristão: ser baptizado é, identificar-se com Cristo e, portanto, renunciar aos mecanismos que geram egoísmo, injustiça, e violência. 

No Evangelho, através da “parábola do rico insensato”, Jesus recorda-nos que uma vida voltada apenas para os bens materiais é uma loucura e constitui uma experiência de egoísmo, de fechamento, de desumanização, que centra o homem em si próprio e o impede de estar disponível e de ter espaço na sua vida para os valores verdadeiramente importantes – os valores do Reino.

258 921 413
paroquia.caminha@sapo.pt
 
Últimas Notícias
Calendário
Jan0 Posts
Fev0 Posts
Mar0 Posts
Abr0 Posts
Mai0 Posts
Jul0 Posts
Set0 Posts
Out0 Posts
Nov0 Posts
Dez0 Posts
Jan0 Posts
Fev0 Posts
Mar0 Posts
Abr0 Posts
Mai0 Posts
Jun0 Posts
Jul0 Posts
Set0 Posts
Out0 Posts
Nov0 Posts
Dez0 Posts

facebook